Enquanto as pessoas resilientes possuem a capacidade de se adaptarem às adversidades, os perspicazes e “anti-frágeis” são aquelas que em períodos complexos crescem mais.

Quais as características do “anti-frágil”? É aquele que sempre que leva “uma porrada”, fica melhor do que antes. Já aquele que ainda é perspicaz, tem a chance de antever a “porrada”, se preparar para ela e, quem sabe, até se desviar!

Além de dominarem os sentimentos, esses profissionais sabem gerenciar momentos de crise, são os que abraçam desafios e se aventuram em cenários desconhecidos, e assim podem desenvolver a habilidade de lidar com o inesperado.

A pessoa resiliente, resiste a impactos e permanece o mesmo, enquanto a “anti-frágil”, fica muito melhor!!!

Ser uma pessoa “resiliente” é bom, ser “anti-frágil” é melhor, mas ser “perspicaz” é excelente !!!!