O que é a “Síndrome de Burnout”

É um distúrbio psíquico caracterizado pelo estado de tensão emocional e estresse, provocados por condições de trabalho desgastantes. Hoje o trabalho “home office” pode impactar nos funcionários, e trazer um esgotamento profissional.

Comunicação é tudo! E pode aliviar a ansiedade.
Colaboradores querem líderes que se importam. Isso ajuda a criar um ambiente muito mais positivo.

Líderes, não se enganem achando que trabalhar home-office já é flexibilidade suficiente, com certeza não o é! Neste modelo de trabalho, muitos acabam até trabalhando mais do que trabalhariam se estivessem no escritório.
Muitos agora têm que dividir a sala de casa com o resto da família durante a hora de trabalho, crianças que não estão indo para a escola, cachorro latindo, vizinho fazendo reforma, e outros "perrengues" que abraçamos com o home-office.
Mais do que nunca as pessoas necessitam de empatia para se adaptarem a este novo formato.

Embora trabalhar em casa possa fazer parecer que os funcionários estão sempre disponíveis, é importante que eles reservem um horário para estar "de folga". Fazer pausas e trocar de tarefas não só recarrega as energias, mas também melhora o pensamento criativo e a resolução de problemas, reduzindo assim o desgaste.

Especialistas já projetam que a onda do home-office veio para ficar, e com isso, líderes têm a responsabilidade de considerar uma experiência mais adequada aos seus colaboradores, principalmente aos que já estão sofrendo com o “Burnout”, criando uma cultura remota mais inclusiva.

Pense em formas de ajudar sua equipe. São tempos difíceis e pequenos gestos podem ajudar muito.