Se você for “concreto” para com seu objetivo, demonstrar que é aquilo que quer, e principalmente se for verdadeiro e estar disposto a conseguir o que realmente deseja, então falamos de “necessidade”.

Esses objetivos deixam de ser um desejo e passam a ser uma “necessidade”.

Você “necessita desses objetivos”, e a partir daí, você obrigatoriamente vai necessitar de si mesmo.

Separamos nesse instante os homens dos meninos., e entramos no campo do “preço a pagar”. E o engraçado nessa história é que a moeda de troca se chama “desejo”. Você terá que abrir mão de um monte de desejos para suprir a sua necessidade.

E nessa jornada, antes de mais ninguém, você necessitará de si mesmo. Por isso você precisa lidar com um cara autêntico, verdadeiro e congruente. Essas qualidades saltarão aos olhos de todos que te cercam.

Uns vão gostar, outros não. Mas de qualquer forma, você segue em frente. Pode ser que você consiga, pode ser que não. Mas a probabilidade é que consiga.

Mas você fez algo muito mais importante do que alcançar o seu objetivo e suprir a sua necessidade: Você encontrou a si mesmo, o derradeiro objetivo de todos nós.